Formulário de Consulta

CÓDIGO:    SENHA:   
(Segunda via do boleto)

  • Página inicial
  • Fale conosco
  • Enquete
  • Webmail
  • Receba nossa newsletter
Rua Afonso Zampol, 70 - Centro - Ribeirão Pires/SP - (11) 2595-0200 |

Conheça Ribeirão Pires

História
A cidade de Ribeirão Pires começou a ser povoada em 25 de março de 1714, atraindo muitas famílias, que se fixaram ao redor da igreja Nossa Senhora do Pilar, em uma área tida como passagem entre São Bernardo e Mogi das Cruzes. Entre os anos de 1862 e 1867, foi construída a primeira estrada de ferro em São Paulo, por investidores ingleses, e teve como um dos seus maiores investidores o Barão de Mauá. Ligando Jundiaí a Santos, a Estrada de Ferro São Paulo Railway ficou popularmente conhecida como a “Ingleza”, e transportou durante muitos anos, o café e outras mercadorias, além de passageiros do interior para o porto. A estação de Ribeirão Pires foi aberta em 1885, criando-se em 1887 a Colônia dos Imigrantes Italianos em torno da igreja Pilar. Em 1953, Ribeirão Pires foi emancipada de Santo André, o que resultou em uma rápida expansão, através de loteamentos sem infra-estrutura. No ano de 1963, foi aberta a Rodovia Índio-Tibiriçá, via de ligação regional entre a baixada santista e o vale do Paraíba.

Enquanto na década de 70, o desenvolvimento das técnicas construtivas provocou a decadência das olarias, o ABC desenvolveu muito seu parque automobilístico, provocando um grande crescimento urbano. Os efeitos desse crescimento no município foram sentidos através do aumento da população, transformando Ribeirão Pires em cidade dormitório. Em 1976, foi aprovada a Lei Estadual de Proteção aos Mananciais, que transformou todo território municipal em área de proteção e interesse para a manutenção dos recursos hídricos, garantindo a qualidade das águas do município.

Pontos turísticos
Feira de Artesanato e Alimentação - Acontece de sexta a domingo, das 13 h às 22 h, na Praça Central, e conta com cerca de 30 barracas de artesãos com trabalhos variados e mais de 10 barracas de doces, salgados e comidas típicas, atraindo nos finais de semana mais de 10 mil pessoas. Outros locais de muita procura pelos turistas são: a Avenida Fortuna, onde existem várias casas de artesanato, e a Feira de Tramas, localizada no calçadão da Rua do Comércio, onde existem 13 tendas, com exposição de trabalhos em fios, como crochê, tricô, bordados, ponto cruz, entre outros. O horário de funcionamento é das 9 às 18h.

Parque Pérola da Serra - Inaugurado pela prefeitura no final de 2003, possui localização privilegiada, no centro da cidade, com mais de 36 mil metros quadrados de árvores nativas da Mata Atlântica, jardins e muito contato com a natureza. No local foram feitas a recuperação e a limpeza das alamedas e a recomposição do piso do pátio central. O quiosque e uma pequena gruta também foram revitalizados. O Parque possui ainda um anfiteatro ao ar livre, com capacidade de cerca de 80 lugares. A associação Ribeirãopirense de Cidadãos Artistas - ARCA, com sede dentro do Parque, promove atividades culturais gratuitas no local. O Parque oferece também aos visitantes que gostam de adrenalina, através da Associação Terra Livre, cursos de ecoturismo, trilhas, rappel, e a prática do arborismo, que possibilita aos participantes serem levados até o nível superior das grandes árvores, chegando a alturas de mais de 9 m, em contato direto com a natureza. A Associação conta ainda com atividades de lazer e aventura, com profissionais capacitados e especializados. O Parque está localizado na Rua Diamantino de Oliveira, 200, e funciona diariamente das 9 às 18 h, com entrada gratuita.

Parque Municipal Milton Marinho de Moraes - Inaugurado em 1970, foi reformado e reaberto em 1998. Localizado à beira da Represa Billings, em uma área de mais de 100 mil metros quadrados, possui um galpão para eventos, duas quadras de futebol socciety, playgrounds, lanchonete, teatro de arena, quiosques, churrasqueiras, trilhas, além da bela fauna e flora que cercam o Parque. Em suas instalações ainda funcionam o Instituto Acqua, uma ONG que desenvolve projetos de educação ambiental, e possui acervo diversificado sobre meio ambiente e o Centro de Referência Ambiental (CRA), do Instituto Acqua, que tem como objetivo mostrar usos sustentáveis da água. Possui sala de leitura, videoteca e mapoteca, onde são realizados oficinas educativas, cursos e vídeos, com temas voltados à educação ambiental.

Mirante do Morro de Santo Antônio - O Morro do Mirante tem cerca de 807 m de altitude, de onde se tem a melhor vista panorâmica da cidade, em 360º, avistando-se do local a Repesa Billings. É com certeza um dos principais pontos turísticos de Ribeirão Pires. Está localizado na Rua Bela Vista, 190, Jd. Mirante, e funciona das 9 h às 22 h.

Mirante São José - Localizado a aproximadamente 801 m de altitude, o Mirante leva o nome do padroeiro da cidade, São José, e tem uma imagem de concreto em louvor ao Santo. A prefeitura realizou em 2002 obras de recuperação da escadaria que dá acesso ao local, ampliação da iluminação, e um novo projeto paisagístico, integrando a obra ao projeto Centro com Qualidade. Possui ainda playground, oratório, bancos para descanso, uma lanchonete, sendo um dos espaços mais agradáveis e acolhedores do município. Está situado na Rua Joaquim Moreno, 52.

Capela Santo Antônio - A devoção a Santo Antônio em Ribeirão Pires tem sua origem desde 1919. A Capela foi construída inspirada na arquitetura colonial, por carregadores da Estradade Ferro, foi inaugurada em 13 de junho de 1942, no alto do morro central. Cercada por um belo jardim, o visitante pode contemplar a belíssima paisagem da Represa Billings e seus arredores. Anualmente é realizada a tradicional festa de Santo Antônio, no dia 13 do mês de junho.

Igreja Nossa Senhora do Pilar - Construída por escravos, taipeiros e entalhadores, em meados de 1714, por iniciativa do Capitão-Mor Antônio de Lemos, possui paredes de taipa de pilão. Em 1809, foi adicionada à construção uma torre feita de alvenaria de pedra.

Localizada próxima ao centro da cidade, tem suas vias de acesso pavimentadas e com linha regular de transporte coletivo. Em 06 de maio de 1975, foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado - CONDEPHAAT, e foi restaurada, sob supervisão desse órgão, em 1985. É uma importante obra arquitetônica do século XVIII, onde acontece a tradicional Festa de Nossa Senhora do Pilar, realizada anualmente no início de maio, em comemoração ao aniversário da padroeira. O evento reúne shows musicais, feira de artesanato,comidas típicas e manifestações populares.

Centro Hípico Amarelinho - Com capacidade para 5.000 pessoas, disponibiliza ao visitante aluguel de cavalos, monitores, trilhas, passeios de pôneis, aulas de hipismo, lago para pesca, restaurante e também oferece a hipoterapia, método terapêutico que utiliza o cavalo, recomendado no auxílio ao tratamento e desenvolvimento de deficientes físicos e pessoas especiais. Está localizado na Rua Miro Atílio Peduzzi, 94, e funciona de terça a quinta-feira das 10 h às 22 h, sexta e sábado das 10 h até o último cliente, e domingo até as 20 h.

Água Mineral Pilar - Localizada na Estrada do Sapopemba, em Ribeirão Pires, teve sua primeira exploração comercial em 1941, pelo Senhor Narciso A. Lage, que envasou pela primeira vez a Água da Montanha. Em 1954, foi engarrafada a água mineral Serrania, extraída da Fonte dos Pinheiros que, juntamente com a Fonte das Montanhas, faz parte do complexo de Fontes Pilar. Distantes cerca de 150 metros uma da outra, possuem características físico-químicas completamente diferentes. A empresa administrada hoje por Roberta Álvares Alípio, tem uma preocupação muito grande com a preservação e a proteção de suas fontes. Seus produtos são: copos, garrafas, garrafões de 10, 12 e 20 litros, além de outras embalagens.

Água Mineral Vênus Olímpica - Após a escavação de um poço para obtenção de água para uso próprio, o senhor Yolie Mendonça Giannotti, proprietário da empresa, achou que poderia ser água mineral, e solicitou a análise, a qual se confirmou ao final dos testes. A partir desse momento resolveu investir na exploração e comercialização dessa água, obtendo o decreto de lavra em 2001, e iniciando suas atividades em janeiro de 2004, comercializando as embalagens de 5, 10 e 20 litros.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ribeirão Pires



<< Voltar

CONVÊNIOS

  • Brasil Company
  • Anhanguera
  • UNIP
  • Site em 4 horas
  • Vilage
  • Cantinho Criare
  • FGV Strong
  • Rei da Web
  • CNI
  • São Judas
  • Dança e terapia
  • Dell
  • Estácio
  • Fisk
  • Fundação Santo André
  • Instituto Embelleze
  • Microlins
  • Nado Livre
  • New Center
  • Pingos de Luz
  • UMC
  • UniHosp
  • Wizard
  • Vagner Curió
  • LS idiomas
  • Sport Fitness
UTILIDADE PÚBLICA

  • Jucesp
  • 2ª Via de Boleto
  • Movimento AC
  • PROCON
  • Receita federal
  • SOS Cheque
REDES SOCIAIS

ACIARP TV

  • ACIARP Tv
CLIMA
PARCEIROS

Boa vista serviços FACESP Prefeitura de Ribeirão Pires Agencia de Des. Econômico Banco do Povo Consórcio ABC CACB SEBRAE BNDES
REDE SOCIAL

Impostometro

Acesse www.impostometro.com.br e veja as arrecadações por estado ou município.
Logotipo rodapé Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires
Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires
Rua Afonso Zampol, 70 - Centro - Ribeirão Pires/SP
aciarp@terra.com.br

Desenvolvido por SOPHUS TECNOLOGIA